Debate sobre diversidade e tecnologia recebe inscrições


29 MAI 2019



Encontro do CPF Sesc, Cetic.br/NIC.br e PUC-SP será realizado no dia 18 de junho em São Paulo

Reflexões e debates sobre a diversidade na cultura digital serão apresentados no dia 18 de junho, terça-feira, a partir das 10h, no CPF-Sesc. Será o terceiro encontro de 2019 do Ciclo "Cultura, educação e tecnologias em debate", realizado pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), em parceria com o Sesc São Paulo e a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Para participar, é necessário inscrever-se na página do CPF Sesc ou nas unidades do Sesc.

Com a presença dos professores Maria Antonieta Antonacci e Fernando Almeida, da PUC-SP, e de Rafael Evangelista, da Unicamp, o encontro vai discutir a diversidade, a partir de variadas representações e tecnologias que ampliam ou restringem o acesso de grupos sociais e indivíduos à produção e difusão de bens culturais e educacionais na Internet.

Rafael Evangelista vai discutir como a Internet, uma rede aberta à liberdade e à diversidade de expressões, tem se tornado um veículo privilegiado para a consolidação de certos padrões, sobretudo dada a natureza das plataformas on-line de vídeo e música e a lógica comercial que as governa. Mediado por Fernando Almeida, o encontro terá ainda a apresentação de Maria Antonieta Antonacci, que irá ressaltar, entre outras questões, a necessidade de políticas culturais e educacionais e diferentes canais de renovação para ampliar o conhecimento sobre história da África, culturas africanas, afro-brasileiras e de populações indígenas.

Ciclo de Diálogos

Organizado pelo Cetic.br/NIC.br, CPF Sesc e PUC-SP, o Ciclo "Cultura, educação e tecnologias em debate" já promoveu dois encontros em 2019 com o objetivo de aprofundar a reflexão sobre aspectos estratégicos na interface entre cultura, educação e tecnologia.

O primeiro deles contou com mesa de debates, conferência de convidado internacional e o lançamento da pesquisa TIC Cultura 2018. Danilo Santos de Miranda (diretor regional do Sesc São Paulo), Demi Getschko (diretor-presidente do NIC.br), Maria Amalia Pie Abib Andery (reitora da PUC-SP) e Adriana Couto (jornalista e apresentadora do programa Metrópolis, da TV Cultura) discutiram as oportunidades e riscos de um mundo conectado. Já o filósofo francês e teórico da hipermodernidade, Gilles Lipovetsky, com mediação da jornalista Bianca Santana, ministrou a conferência "A nova sociedade de consumo: somos mais felizes?".

Para debater produção cultural e tecnologia, o Ciclo reuniu no segundo encontro do ano George Yúdice (professor da Universidade de Miami) e Eliane Costa (Coordenadora de MBA na Fundação Getúlio Vargas), com mediação de Mauricio Trindade (gerente adjunto do CPF-Sesc).

Em 2018, o Ciclo "Cultura, educação e tecnologias em debate" promoveu encontros sobre os temas "Cultura Digital: onde estamos e para onde vamos?"; "Conhecimento, habilidades e currículo em uma sociedade da informação e do conhecimento" e "Políticas públicas educacionais e culturais: trajetórias e perspectivas", que resultaram na publicação “Cultura, educação e tecnologias em debate”, disponível em: https://cetic.br/publicacao/cultura-educacao-e-tecnologias-em-debate/.

Anote na Agenda
Ciclo "Cultura, educação e tecnologias em debate" – Diversidade e tecnologia
Data: 18 de junho (terça-feira)
Horário: 10h às 13h
Local: CPF Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar | Bela Vista - São Paulo
Inscrições: no site do Sesc São Paulo e nas unidades Sesc

Sobre o CPF-Sesc          

Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo. Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa à qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas.
Centro de Pesquisa e Formação – CPF Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30.
Tel: (11) 3254-5600
https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/

Sobre o Cetic.br

O Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, do NIC.br, é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no País. O Cetic.br é um Centro Regional de Estudos, sob os auspícios da UNESCO. Mais informações em http://www.cetic.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia, o CGI.br representa um modelo de governança multissetorial da Internet com efetiva participação de todos os setores da sociedade nas suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.